Saindo do credo torto do espiritismo

Saindo do credo torto do espiritismo

Sensus Fidei: O texto a seguir chamou-nos atenção pelo calor e a sinceridade de seu testemunho. Resultou do comentário referente ao artigo Espiritismo inoculou no meio cristão o naturalismo maçônico por meio de práticas da metapsíquica experimental. A autoria é de nosso leitor Rafael que, solícito e com a melhor das intenções nos autorizou a publicação. Com clareza e serenidade, Rafael nos convida ao aprofundamento desse tema, hoje bastante generalizado por meio do fluido e dissolvente conceito de “nova espiritualidade”, ou falsa religião gnóstico-panteísta-naturalista da Nova Ordem Mundial.

A Confissão Bem Feita Torna o Pecador de Novo Capaz de Fazer Obras Meritórias

A Confissão Bem Feita Torna o Pecador de Novo Capaz de Fazer Obras Meritórias

Pe. Élcio Muricci | Zelo zelatus sum: Ah! se os pecadores compreendessem bem esta verdade, não ficariam um só instante em estado de pecado.  Este é aquele tesouro que Nosso Senhor Jesus Cristo manda a gente juntar lá no céu, tesouro este que o ladrão da morte não rouba, a traça não rói nem a ferrugem consome!

[Sermão] Os bens do matrimônio e os três presentes dos reis magos

[Sermão] Os bens do matrimônio e os três presentes dos reis magos

Padre Daniel Pinheiro, IBP | Missa Tridentina em Brasília – 08.01.2016 – Nós podemos fazer um paralelo entre os dons dos reis magos e os bens do matrimônio. Os reis magos oferecem ouro, incenso, mirra, três bens que receberam de Deus e que oferecem de volta a Deus. No matrimônio, os esposos recebem de Deus três bens: a fidelidade conjugal, a indissolubilidade e os filhos.

A Casa de Maria e a Cidade do Tirano

A Casa de Maria e a Cidade do Tirano

Carmelitas Eremitas | Flos Carmeli n° 9, janeiro 2017: É interessante ver que poucos se dão conta de que os Magos não estiveram no presépio, mas já encontraram o Menino Jesus numa casa, muitos dias ou meses depois que Ele nasceu em Belém. A narração do Evangelho nos fala, em poucas palavras, dessa imensa atmosfera de graça que havia naquela primeira morada onde viveu Jesus neste mundo! Havia ali um admirável clima de silêncio, de paz e de recolhimento! “Orietur in diébus ejus justítia et abundántia pacis” (Sl. 71)

A Absolvição Sacramental Dá a Graça Santificante

A Absolvição Sacramental Dá a Graça Santificante

Pe. Élcio Muricci | Zelo zelatus sum: A pessoa, com o pecado mortal, perde a graça santificante. Se foi o primeiro pecado mortal, perde a graça santificante recebida no batismo. Isto significa perder a inocência batismal. Quando o pecador, depois de ter recuperado a graça santificante, torna-a a perder, aí vem a segunda tábua de salvação que é o Sacramento da Confissão. Neste segundo caso, pela absolvição sacramental, o pecador recupera a graça santificante que tinha perdido.

A mansidão é a virtude oposta à ira

A mansidão é a virtude oposta à ira

Pe. Luiz Fernando Pasquotto | IBP-SP: Para vencer a ira e suas filhas, o principal meio é a devoção ao Sagrado Coração. Como nesta devoção pedimos a Nosso Senhor que faça o nosso coração semelhante ao dele, que é manso e humilde, Ele nos torna mansos e sem inclinação para a vingança, se trabalhamos para ter essa devoção.

Siga-nos
Receba nossas atualizações em seu e-mail
Junte-se aos amigos de Sensus fidei
Powered By WPFruits.com
WP-Backgrounds by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann