Guardiões da Sagrada Eucaristia

Guardiões da Sagrada Eucaristia

Pe. Daniel Couture, SSPX | Distrito do Canadá Junho de 2017 – Carta do Superior do Distrito | Tradução: Sensus Fidei — Ao entrar no mês de junho, este mês do Sagrado Coração, da Sagrada Eucaristia, do Sacerdócio Sagrado — uma vez que as ordenações sacerdotais geralmente ocorrem neste mês em nossos seminários — é bom lembrar que o sacerdote, por sua ordenação, é o guardião designado da Sagrada Eucaristia, o sacramento dos sacramentos, o dom dos dons.






Do esgoto do mundo à salvação dos nossos filhos

Do esgoto do mundo à salvação dos nossos filhos

Dom Lourenço Fleichman OSB | Permanência | Dominus Est — O que me leva a escrever hoje é a constatação, cada dia mais evidente, da dificuldade que as famílias católicas têm para viver neste mundo enlouquecido e transviado. O espetáculo que estamos assistindo, e que não se limita ao carnaval, mas ao ano todo, e a todos os anos, é de meter medo. Nossas famílias, nossas melhores famílias, não conseguem se isentar deste mundo. Todos pactuam com práticas diversas de destruição do que resta de decência e de família. Digo “família” porque já não há mais nada de sociedade a ser preservado, já não temos mais o que defender! Tudo está destruído. Mas talvez ainda possamos lutar dentro de nossas famílias, ou dentro de nossos corações.











A Verdadeira Obediência: A Marca de um Fiel Católico

A Verdadeira Obediência: A Marca de um Fiel Católico

SSPX — Distrito do Canadá | Tradução: Sensus Fidei — Na atmosfera liberal que permeia a cultura ocidental, a obediência tem sido grandemente abusada como desculpa para um grande mal. No entanto, a obediência é uma virtude e os católicos devem procurar continuamente progredir em virtude. Isso leva à pergunta: como um católico obedece a seus superiores religiosos e civis quando eles estão obviamente perpetrando leis e doutrinas más?











Que devo fazer?

Que devo fazer?

Cardeal Odilo Pedro Scherer – Arcebispo de São Paulo (SP) | CNBB — Não é raro ouvir dizer que tudo mudou em questão de moral; que cada um faz a sua moral, que não existe uma moral válida para todos, nada é mau, nada é bom; até mesmo o que se tinha como mau, agora pode ser considerado bom e o que se tinha como moralmente bom, muitas vezes, acaba acusado como mau. Como assim? Afinal, ainda existem princípios de conduta moral? O que devemos fazer? O que devemos evitar?











Abusos sexuais dos “bons”

Abusos sexuais dos “bons”

Pe. Javier Olivera Ravasi — “Que No Te la Cuenten…” — 4.10.15 às 14:15 | Tradução: Airton Vieira — Há uns dias apenas que o Papa Francisco pôs novamente sobre o tapete o tema dos abusos sexuais de parte de sacerdotes. Fez muito bem em recordá-lo; concreto e firme. Hoje mesmo, em Infocatolica, temos esta asseveração; pois a verdade é a verdade.











WP-Backgrounds by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann