A Confissão É Remédio Contra O Orgulho E O Desânimo

A Confissão É Remédio Contra O Orgulho E O Desânimo

Pe. Élcio Muricci | Zelo zelatus sum: Sabemos, caríssimos, como o orgulho, a pusilanimidade e o desespero são funestíssimos na vida espiritual do homem.  Com a graça de Deus, veremos como a Confissão sacramental é, por sua vez, um excelente remédio para estes males.

O silêncio é necessário para subir até as alturas da oração

O silêncio é necessário para subir até as alturas da oração

Pe. Luiz Fernando Pasquotto, Instituto do Bom Pastor, IBP: É um fato que a oração mental e a oração em geral sofreram um colapso entre os leigos (e entre o clero, também) nos últimos quarenta anos. Muitos padres têm a opinião de que isso tem realmente a ver com o ritual da Missa. Atualmente, no rito promulgado por Paulo VI, tudo gira em torno da oração vocal, e os aspectos coletivos da oração são pesadamente enfatizados. Isto levou as pessoas a crer que somente as formas de oração vocal e de orações coletivas têm um valor real. Consequentemente, as pessoas não rezam mais sozinhas e recolhidas.

Reabrindo o tema do sacerdócio para mulheres: travestismo teológico e tragédia espiritual

Reabrindo o tema do sacerdócio para mulheres: travestismo teológico e tragédia espiritual

Adelante la Fe – Hemos Visto – (CatholicCulture.org) | Tradução de Airton Vieira – 13 de fevereiro, 2017  – Este esforço por provocar mudanças na doutrina católica por tendências culturais tem sido sempre um sinal seguro de que um teólogo submeteu sua mente não a Cristo e à Igreja mas ao espírito de sua época. A teologia sem fidelidade à revelação não é teologia em absoluto

Aborto: pior que o estupro

Aborto: pior que o estupro

Pe. Luiz Carlos Lodi da Cruz | Pró Vida Anápolis: Em janeiro de 2000, estávamos às voltas com um caso particularmente grave. Fabiana, uma adolescente de 15 anos, moradora de Goiânia, violentada pelo amásio da mãe (o “padrasto”), fugitivo, estava grávida de cinco meses e aguardava do Hospital de Jabaquara (São Paulo)[1] uma resposta: se iriam ou não fazer o aborto nela. O fato ganhou repercussão internacional. Dr. Jorge Andalaft, na época responsável pelos abortos daquele hospital, reclamou que estava recebendo trinta telefonemas por hora (!) de toda a parte do mundo.

São os leigos que terão de conservar a Fé, nesta época de apostasia e de compromisso com o erro

São os leigos que terão de conservar a Fé, nesta época de apostasia e de compromisso com o erro

Christopher A. Ferrara | FatimaNetWork – 18 de Janeiro de 2017 – Monsenhor Carlo Liberati, Arcebispo Emérito de Pompeia, ganhou uma considerável popularidade devido aos seus comentários desassombrados sobre o estado em que a Igreja se encontra e a relação que isso tem com a ameaça islâmica. Em uma entrevista que lhe foi feita por La Fede Quotidiana (A Fé de Todos os Dias), o Arcebispo afirmou  o que “os Tradicionalistas radicais” e os “Fatimistas” já andavam a dizer há dezenas de anos: o que é óbvio.

Siga-nos
Receba nossas atualizações em seu e-mail
Junte-se aos amigos de Sensus fidei
Powered By WPFruits.com
WP-Backgrounds by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann