Cardeal Sarah: Desde o Concílio, o CENTRO da liturgia e da Igreja não é mais Deus nem a adoração a Ele

Cardeal Sarah: Desde o Concílio, o CENTRO da liturgia e da Igreja não é mais Deus nem a adoração a Ele

Cardeal Robert Sarah – The Catholic World Report (*) | Tradução: Sensus Fidei – Os verdadeiros adoradores de Deus não são aqueles que reformam a liturgia de acordo com suas próprias idéias e criatividade, tornando-a algo agradável para o mundo, mas sim aqueles que reformam o mundo em profundidade com o Evangelho, para permitir o acesso a uma liturgia que é o reflexo da liturgia que é celebrada de toda a eternidade na Jerusalém celeste.

OS QUE PENSAM QUE VENCERAM: 5. Urs von Balthasar

OS QUE PENSAM QUE VENCERAM: 5. Urs von Balthasar

SÍ SÍ NO NO — Adelante la Fe | Tradução: Airton Vieira — 03/04/17 5:00 — Outro expoente da «nova teologia», exaltado hoje como «pedra angular da Igreja» (J. Meinvielle), é o ex-jesuíta suíço Hans Urs von Balthasar.

Os sussurros e o silêncio

Os sussurros e o silêncio

Airton Vieira (tonvi68@gmail.com) — Geralmente acordo com sussurros ao ouvido. Passo o dia com eles e mesmo na hora da pequena morte diária ainda com eles adormeço. Sei que não sou o único e que quanto mais se reza mais assombração aparece. Bom para os bons. Nos fazem rezar ainda mais. Hoje, contudo, isso repentinamente me trouxe à mente três recordações.

Os perigos do aparicionismo — Cuidado com as falsas aparições

Os perigos do aparicionismo — Cuidado com as falsas aparições

Catolicidade | Tradução: Sensus Fidei — Nas falsas aparições pode haver fraude ou a intromissão do maligno. As verdadeiras sempre estarão em concordância com a fé. O problema é que muitos católicos não conhecem a sua fé e, por isso, não percebem facilmente quando se expressa um erro contra ela. Mas mesmo o fato de que a doutrina seja correta não é indicação absoluta da veracidade de uma aparição. Devemos sempre esperar o julgamento definitivo e oficial da Igreja. Lembremos que Cristo advertiu sobre a vinda de falsos profetas. Devemos ser prudentes e não crédulos de tudo o que se nos apresenta como sobrenatural. Não é prudente fazer propaganda destes temas enquanto não tenham sido OFICIALMENTE aprovados pela Igreja, não basta a opinião de algum sacerdote.

WP-Backgrounds by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann