Os sacerdotes ensinam o Catecismo, dizem missa e proporcionam os sacramentos aos alunos, professores e trabalhadores e suas famílias. Na Capela cantam a missa dominical e confessam várias vezes na semana

Andescapa

Hon J.D. Raskick (Una Voce Georgia) The Remnant | Adelante la Fe | Tradução Perfeita Devoção: Na abertura da escola da Fraternidade Sacerdotal São Pedro (Anolaima, Colômbia), o Pe. Alfaro chamou-lhe um milagre nos Andes”; e ele estava absolutamente certo. As crianças que frequentam a escola dirigida pela FSSP, começou o novo ano letivo em uma nova e moderna estrutura que se eleva a partir da floresta, na encosta de uma montanha, no alto dos Andes. Agora, todas as classes estão sob o mesmo teto; uma grande conquista para um pobre vilarejo de campesinos.

Andes2No ano letivo passado as aulas foram realizadas ao ar livre, em “salas de aula” com teto de palha espalhadas por todo o patrimônio da FSSP. A propriedade contém agora, além da nova escola, uma capela, escritórios, armazéns, tanques de peixes, árvores frutíferas e arbustos de café. A FSSP é a orgulhosa proprietária de várias vacas leiteiras, coelhos, galinhas, cabras e porcos. Os alunos aprendem assim agricultura trabalhando nas instalações. A produção agrícola é comercializada para ajudar a pagar os custos do apostolado.

Atualmente, a Escola S. Domingos Sávio tem 146 alunos, desde jardim de infância até sexta série; no próximo ano se acrescentará a sétima série e assim cada curso até a décima primeira série, último grau da escola secundária na Colômbia. Espera-se que, no próximo ano, terá 170 alunos.

Há quinze professores e sete funcionários, incluindo sacerdotes. A taxa de é de 40.000$ mensais; no entanto, apenas 40% dos alunos têm condição de pagar este valor já que uma família típica vive com 200-300$ por mês; muitos estudantes têm que caminhar duas horas para chegar à escola.

As aulas são de 7h30 da manhã até 15h30. Além dos temas habituais, a escola ensina música, dança, arte, costura e agricultura. O destaque de cada dia é o jogo de futebol na hora do almoço.

O Pe. Angel Alfaro, que este ano está dando aulas para a quinta série por falta de um professor, um padre espanhol que iniciou o apostolado em 2005, agora ajuda o Pe. Elvis Rius-Silva, natural de Bogotá e conhecedor da FSSP desde a infância; depois de ser ordenado sacerdote na Europa, Pe. Rius-Silva foi designado ao apostolado, como capelão da escola, pouco mais de um mês atrás.

A nova escola ainda não está completa. De seus três pisos, o andar superior ainda está inacabado, ainda inutilizável. Além disso, não há eletricidade e as crianças passam muito frio, uma vez que metade das janelas não têm vidros ainda, e para instalá-los a FSSP necessita de 1.500$.

Outro projeto que o Pe. Alfaro queria ter concluído no próximo ano, é a construção de um refeitório. Atualmente, as crianças trazem o almoço de casa, que geralmente consiste de uma tigela de arroz, banana frita e mandioca ou batata cozidas. Devido à pobreza do país, o refeitório idealizado pelo padre proporcionaria uma refeição quente e nutritiva a cada dia. Para este projeto necessitam 25.000$.

Andes3No futuro, pretende-se converter o antigo edifício de escritórios em um lar para meninas, para que elas possam permanecer ali durante a semana para frequentar a escola e regressar para casa aos finais de semana. A vida das meninas é ainda mais difícil: às distâncias esgotantes de casa para a escola, acrescentam-se os perigos de ataques e abusos, de modo que a casa protegeria sua dignidade como mulheres, coração e futuro da sociedade.

Os sacerdotes ensinam o Catecismo, dizem missa e proporcionam os sacramentos aos alunos, professores e trabalhadores e suas famílias. Na Capela cantam a missa dominical e confessam várias vezes na semana. A reitoria está localizada na cidade de La Florida, situada cerca de 30 minutos da escola, já nas montanhas. Ali os sacerdotes dizem missas privadas e recitam o ofício divino. Para o transporte, contam com uma camionete e uma motocicleta… que nem sempre funcionam.

Andes1

Como é possível ajudar? Há várias maneiras: tornando-se voluntário ou através de doações e colaborações.

A FSSP precisa de voluntário para ajudar na escola e estão especialmente interessados em norte-americanos para ensinar o inglês. Os candidatos devem ser altamente adaptáveis na América do Sul já que, além do ensino, deverão fazer outras obras apostólicas.

O voluntariado tem lugar entre 15 de janeiro e em 15 de junho desde 1 de junho a 1 de dezembro de 2016. O voluntário terá que pagar o transporte para Bogotá e dispor em torno de 300$ para seus gastos pessoais; A FSSP custeia o alojamento e a comida.

É aconselhável ter conhecimentos básicos de espanhol para facilitar a aclimatação nos primeiros dias. É uma tarefa e umas condições de vida difíceis, de fato, a vida em geral é difícil na América do Sul. Por isso, o padre prefere voluntários que tenham em torno ou mais de 23 anos. Se você quer ser voluntário poderá entrar em contato com Pe. Alfaro: angelalfarorivero@yahoo.es.

A segunda maneira de ajudar é doando dinheiro para o apostolado, para o que dispõem de dois canais: enviando um cheque por correio ou com cartão de crédito através da web da FSSP. Em qualquer uma das modalidades, deve-se indicar como destinatário: MISSÃO DA COLÔMBIA.

Envio de cheques:

Fraternidade Sacerdotal São Pedro
Distrito Sede América do Norte
119 Griffin Estrada
Elmhurst Township, PA 18444

Para doar por cartão de crédito, por favor visite: http://www.fssp.org/en/missions.htm 

Hon J.D. Raskick
(JD Rasnick é juiz e presidente do Una Voce para o Estado da Geórgia)

[Em Mariana Perotti  Artigo original]

Atualizando a Restauração Católica: A FSSP nos Andes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann